Carrinho Vazio

Approve

Cinco ícones do streetwear

Você sabe a origem cultural das roupas e tendências que usa no dia a dia? Do boné até as peças oversized, conheça a trajetória de cinco itens que fazem parte do estilo streetwear e que foram incorporados ao guarda-roupa casual.

Publicado em 05/03/2021


Consideramos como streetwear tudo aquilo que carrega características que identificam esse estilo, que nasceu lá nos anos 1970 nas ruas da Califórnia. Tratam-se de roupas confortáveis para a vida na cidade, mesclando estilo e traços culturais de uma época, como foi o caso de esportes como o skate, o basquete e o surf, o movimento punk de contracultura e , mais intensamente, o hip hop, que inspirou o estilo streetwear desde o grafite até a dança e o colocou na mídia. Hoje, o streetwear está mais do que nunca presente de forma geral na moda, inclusive como artigo de luxo, mas nem sempre foi assim. Conheça a origem de cinco itens que são ícones da moda streetwear e que nos acompanham no dia a dia.

Boné

Este é um dos itens mais clássicos do streetwear, mas levou muito tempo para que ele fosse aceito sem que alguém fizesse cara feia. Foi só na década de 1970 que os bonés começaram a ser usados na rua, mas se popularizaram mesmo na moda lá nos anos 90, quando os grupos de hip hop adotaram o acessório dos seus times da NBA e as grifes começaram a incluí-los em suas coleções.


Moletom

Esse é mais um caso de item intrinsecamente das ruas que ganhou as passarelas. O moletom surgiu como peça de vestuário urbano com os primeiros grupos de hip hop lá nos anos 1970. Como o tecido, que dá nome à peça, é quente, grosso e maleável, era largamente utilizado pelos dançarinos de break - conhecidos como B-boys e B-girls. Sua relação com o esporte ficou explícita no filme “Rocky: Um Lutador” na mesma década e nos anos 1990 marcas como Tommy Hilfiger e Ralph Lauren integraram o item às suas coleções, fazendo com que o moletom se tornasse mais versátil e pudesse ser incorporado à estilos variados, como o preppy - visual mais arrumadinho da elite universitária norte-americana.


Logomania

Essa é uma corrente fashion que tem origem lá nos anos 1980 e foi popularizada também pelo hip hop. As grifes estavam em pleno movimento de globalização e ter seu nome/ logo estampado nas criações garantia ligação instantânea com a marca. Grandes exemplos dessa tendência são Louis Vuitton, Gucci e Versace. Como o movimento cultural ganhava cada vez mais fama e fazia uso dessas grifes, não demorou muito para a logomania saltar das passarelas para as ruas.


Calça jogger

Ela se tornou hit em 2010, mas a origem da calça jogger remonta de duas décadas antes. Foi nos anos 1990 que o modelo passou a integrar o visual dos rappers, só que produzido com moletom. Ao longo dos anos, os materiais foram se tornando mais versáteis e o nylon, a poliamida e a seda ganharam destaque.

A calça jogger se caracteriza pela modelagem com elástico e cordão na cintura e, mais importante, elásticos nos tornozelos - responsáveis por deixar os tênis à mostra. Essa é uma curiosidade bem interessante, já que dentro da cultura street os sneakers são ponto-chave do visual, sendo inclusive o ponto de partida da montagem do outfit.


Oversized

Peças com corte oversized, isto é, maior do que o tamanho convencional, se tornaram populares entre os fãs de basquete, inspirados pelos uniformes da NBA. O esporte também serviu de referência para os grupos de hip hop dos anos 80 e 90, outra frente que tornou as roupas largas uma tendência entre os jovens norte-americanos e que, depois de aparecer na mídia, se expandiu para o mundo todo.


Se inspire pelo visual urbano do streetwear e conheça todas as nossas novidades em @approve.