Carrinho Vazio

Boxing Club

Caio Cabral e Boxing Club

Juntamos o Caio que é apaixonado por esportes em um dia no tatame com Boxing Club, a coleção de Approve que resgata todo o brilho da era de ouro do boxe.

Publicado em 12/02/2021


Gostamos de ir a fundo nas coisas quando estamos desenvolvendo nossas roupas. É um momento de mergulhar na essência e na história de cada assunto para abrir a mente e criar. Com Boxing Club, não foi diferente. Fizemos uma viagem ao passado e nos conectamos com a era de ouro do boxe, lá nos anos 1980. Filmes como Rock Balboa são os primeiros que vêm à mente e também o pugilista mais famoso da história: Mike Tyson. Nos abastecemos de todas essas referências para desenvolver a coleção que traz o azul marinho, o vermelho e o dourado como tons principais.

Com a chegada do verão, novas peças foram adicionadas ao drop e ninguém melhor que @caiocabral, multiesportista apaixonado por luta e competidor para vestir a camisa e nos acompanhar dentro do ringue. Caio tem uma longa história com o esporte, já que foi na infância o primeiro contato. Com um padrasto mestre em jiu jitsu, o incentivo veio logo dentro de casa. “Tudo começou ainda no colégio, na pré-escola. No começo eu não gostava, mas ele me ensinou a não desistir e hoje sou extremamente grato por isso e ao esporte”, conta Caio.


Acompanhe a conversa.

O que a luta te ensinou?

A luta me ensinou a ser uma pessoa educada, a olhar o próximo, a dar valor para as coisas simples e venho aprendendo muito ainda com cada treino, com cada diálogo. Cada momento é muito importante para te formar como ser humano e cada treino, cada luta é um novo aprendizado rumo à evolução.

Qual foi o maior desafio nesses anos?

Teve uma luta há uns anos em que precisei perder 10 quilos em um mês. Passei muito mal, dois dias antes ainda não estava no peso ideal e tive que treinar sem tomar muita água, sem comer direito. Foi muito difícil, mas meu mestre, meu padrasto não me deixou desistir e eu fui competir e acabei saindo vitorioso.


E como lidar com a derrota?

A derrota está com a gente, está no dia a dia, e é preciso saber lidar com ela. A gente vai cair, é inevitável, mas temos que saber levantar. Acho que é preciso ter bom humor e acima de tudo se divertir.

O que você faz para manter seu corpo preparado?

Para estar no meu melhor, eu preciso saber que o que estou ingerindo vai me fazer bem. Começo o meu dia já com atenção nos alimentos e nos primeiros pensamentos. Levanto e já agradeço por mais um dia vivo e com saúde, preparo meu ovinho, como meu mamão, tomo meu limão espremido. Essa é minha rotina, é algo que me deixa leve e eu já sei que meu dia será bom. Nosso corpo é resultado do que colocamos para dentro, tanto em alimentos como em pensamentos.


É difícil se manter focado e dedicado?

Se dedicar não é fácil, mas uma dica é entender e pensar que aquilo vai te fazer bem sempre, para sua cabeça, alma e corpo. A luta me ajudou a ter muito mais foco na vida, tanto para estudo, trabalho e outras áreas. Estive ligado ao esporte em todos os momentos da minha vida, fiz faculdade de educação física e nunca parei de treinar jiu jitsu.


Como o Caio pontuou, o esporte é uma das práticas mais disciplinadoras e recompensadoras da vida. Para inspirar seu próximo treino, preparamos uma playlist com os maiores clássicos da luta de todos os tempos. Ao play!

Acompanhe mais fotos deste shooting e todas as nossas novidades em @approve.