Carrinho Vazio

Approve

Entenda por que Meninas Malvadas é um ícone da cultura pop

Lançado em 2004, o longa é uma fábrica de memes e marcou a infância e adolescência de toda uma geração.

Publicado em 26/03/2021


Se você foi pré-adolescente ou uma criança precoce no início dos anos 2000, não temos dúvidas que o filme Meninas Malvadas – ou Mean Girls, no título original – fez parte das suas tardes. Mas, se você não é millennial e não faz ideia do que estamos falando, saiba que a produção está bem longe de ser apenas uma comédia adolescente comum. É verdade que a trama se passa em um colégio americano e os personagens são estudantes do High School, mas o roteiro escrito pela talentosa comediante Tina Fey entrega muito mais do que conflitos envolvendo namorados e popularidade. A história fala sobre os problemas encontrados pelas meninas nas amizades femininas, por meio de tiradas muito engraçadas e cenas que se tornaram ícones da cultura pop. Quer entender os motivos? Dê o play nessa playlist com os sucessos mais chicletes da época para entrar no clima do filme e siga a leitura.

Os memes são hilários e usados até hoje

Lançado quando tudo ainda era mato na internet, o filme é uma verdadeira fábrica de frases icônicas que se tornaram memes em uma época em que o conceito de meme ainda nem existia. A importância da obra para a cultura pop é tamanha que o dia 3 de outubro citado em uma das cenas é considerado o #MeanGirlsDay e a internet sempre produz muito conteúdo relacionado ao tema nesta data.

A saga de Cady (Lindsay Lohan) e seus amigos para tirar o poder das mãos de Regina George (Rachel McAdams) e “As Poderosas” passa pela explicação de quem são as rainhas do colégio em uma introdução cheia de bordões, o Burn Book e a vingança de Regina contra Cady, o uso de roupa rosa toda quarta-feira e, claro, a gíria que não pegou no filme, mas faz sucesso entre os fãs: “Isso é tão barro!” (It’s so fetch!).


As roupas são a cara dos anos 2000

Jeans com cintura baixa, mini saia, tops coladíssimos, blusas tomara-que-caia, glitter e chokers são o código de vestimenta das garotas do filme e um retrato muito fiel ao que estava na moda na época. A protagonista Cady, que é uma garota que chega ao colégio somente na adolescência e consegue entrar para o grupo mais popular, tem seu figurino moldado à cada fase que enfrenta. Ela vai de garota deslocada que não entende nada de moda para ícone do colégio vestida de rosa, com o cabelo impecável e perfeitamente maquiada à sua queda e redenção, onde se reconecta com suas raízes e assume um visual mais natural.


Regina George é a vilã que todo mundo ama

Ela é linda, loira e rica, o retrato perfeito e estereotipado da garota mais popular do colégio. Mas, ela também é má e com suas amigas Karen e Gretchen forma o grupo “As Poderosas”. Na trama, ela inferniza a vida dos outros estudantes, faz fofoca, rouba o crush da amiga e persegue Cady e seus amigos depois de descobrir que a protagonista armou contra ela. Em uma das cenas mais famosas, Regina mostra o Burn Book – ou Livro da Queimação - para todo o colégio, o que acarreta em problemas para todas as meninas. O engraçado é que não tem como odiar a personagem e ela evolui com o roteiro, encontrando também sua redenção.


Se você nunca viu ou se, como um bom fã, quer assistir pela milésima vez, dá para encontrar o filme disponível em três dos maiores serviços de streaming do Brasil: Netflix, Amazon Prime Video e Globoplay. Prepare a pipoca e boa sessão!

Ah! Não se esqueça de aproveitar a nossa Burning Friday com descontos de até 80% em todo o site!

Créditos das imagens: Reprodução/ Paramount Pictures.